Formações

Uma das áreas de atuação do Criado em Sampa são as formações em Economia Criativa. O instituto de inovação NESTA, escolhido por meio de uma concorrência, enviou ao Brasil o formador sênior Percy Emmett que, junto com a equipe da Adesampa, desenvolveu a metodologia NESTA ADESAMPA de Economia Criativa, batizada de Criado em Sampa 1. Desde maio de 2015, a parceria tem oferecido treinamento e assessoria para os Agentes de Desenvolvimento local, multiplicadores e empreendedores criativos com foco na periferia.

Com carga horária mínima de 28 horas aplicada em quatro dias consecutivos, o Módulo 1  apoia-se em exercícios e vivências sustentadas pelo Tool Kit NESTA “Monte Seu Próprio Negócio Criativo Bem Sucedido”. Este um material é composto por quatro guias que podem ser usados em diversos cenários e exigem sessões com duração de 3 horas para completa assimilação conceitual.

O método valoriza a participação em grupo para possibilitar as trocas e, principalmente, aperfeiçoar mutuamente as ideias de negócios. O empreendedor criativo precisa, antes de tudo, compreender suas motivações pessoais, já que isso determinará a forma e direção do negócio. Os multiplicadores têm autonomia para fazer adaptações para a realidade que encontram.

Com o resultado acima do esperado do projeto Criado em Sampa 1, o British Council e o Fundo Newton reforçaram a parceria para uma nova iniciativa: o módulo 2 do Criado em Sampa, que aprofunda os conceitos de empreendedorismo cultural e criativo ensinados no módulo 1 e também pode ser aplicado de forma independente.

A nova iniciativa é financiada pelo Institucional Skills, programa do Fundo Newton que é operado no Brasil pelo British Council. Desta vez, um novo parceiro britânico foi escolhido para aplicar a metodologia empreendedora: a incubadora The Studio, vinculada à  Universidade de Loughborough, uma das mais renomadas da Grã Bretanha.

O Criado em Sampa módulo 2: Acelerando Negócios Culturais e Criativos em Regiões Vulneráveis na Cidade de São Paulo trouxe ao Brasil duas facilitadoras: Catherine Rogers, gerente de Criatividade de Leicestershire, e Megan Powell Vreeswijk, Senior Commercialization Fellow, da Universidade de Loughborough.

Durante a formação, os participantes tiveram acesso a 32 ferramentas para alavancar os negócios criativos sempre com o estímulo para que as pessoas a encontrem seus próprios caminhos para utilizar as ferramentas que melhor se adequem às suas necessidades. Também são valorizados o trabalho em equipe e o compartilhamento de experiências e conhecimentos.


Acesse aqui o kit de Ferramentas NESTA para Empreendedores Criativos e saiba mais sobre a metodologia.

Multiplicadores

 Trinta e oito pessoas, entre Agentes de Desenvolvimento Local da Adesampa e gestores públicos de cultura, participaram de duas formações do módulo 1 do Criado em Sampa e quatro deles tornaram-se multiplicadores da metodologia.
Esses quatro multiplicadores, por sua vez, realizaram 16 edições de treinamento em diferentes distritos da cidade, totalizando 215 empreendedores criativos beneficiados.
A seleção dos empreendedores foi feita pelos Agentes de Desenvolvimento Local (ADL), que identificaram os talentos locais para realizar a formação. Depois do curso, os ADL dão suporte para que os empreendedores a formalizem e desenvolvam seus negócios, criando uma rede de colaboração e economia solidária entre eles.
O Criado em Sampa 2 foi ministrado para dois públicos distintos. O primeiro, voltado aos 20 empreendedores selecionados dentro dos projetos Criado em Sampa módulo 1 e Vai Tec (Programa de Valorização de Iniciativas Tecnológicas) e o segundo, direcionado a 12 formadores selecionados por meio de chamamento público. Esses facilitadores agora têm a missão de adaptar e multiplicar a metodologia para outros empreendedores, principalmente de regiões vulneráveis de São Paulo seguindo assim a lógica de multiplicação proposta pela Adesampa.

Resultados

O relatório conclusivo do Criado em Sampa 1, encomendado pelo British Council para a consultoria Cingulado, mostrou que, além da apropriação das ferramentas, os empreendedores criativos se apaixonaram pelos negócios que reinventaram. Muitos revolucionaram a forma de enxergar o próprio negócio.
 .
medium

Confira também as versões do relatório em PDF.